segurança WordPress

O Melhor da Semana N.º 165: Segurança, plugins, WP REST API

O tema da segurança no WordPress regressou à ordem do dia, depois do caso da vulnerabilidade nas versões 4.7 e 4.7.1. Esta foi causada pela integração da WP REST API. Mika Epstein admite que este pode não ser o único problema do género. E isto não é uma boa notícia.

Quando é detectada uma falha de segurança num plugin presente no directório do WordPress, entra em acção um conjunto de protocolos. O autor é informado da existência do problema e aconselhada a resolução no mais breve espaço de tempo possível e o plugin é removido do directório até a situação ficar resolvida. Desta forma, impede-se a instalação do plugin em mais sites. Mas como se faz em relação aqueles sites onde o plugin está já instalado?

Jeff Chandler, do WP Tavern, acha que deveria haver uma forma de notificar os sites da existência do problema. O pessoal da White Fir Design também defende ser esse o caminho. E não gostaram de ver o debate encerrado.

Scott Arciszewski acusou Matt Mullenweg, co-fundador do WordPress, de não dedicar a devida atenção à segurança. Foi numa publicação no Medium, que, pouco depois, veio a eliminar. Em causa está o sistema de actualizações automáticas do WordPress. Este é gerido pela api.wordpress.org. Como as actualizações não têm uma assinatura digital, se a api.wordpress.org for comprometida, os atacantes podem enviar software malicioso para milhões de sites.

Mullenweg usou a mesma plataforma para responder e dizer que a assinatura digital das actualizações é importante mas não uma prioridade.

Entretanto, o pessoal da Automattic lançou a nova consola Open Source WordPress API. Permite testar e explorar os endpoints da WP REST API.

E já que falamos desta, porque não juntar um pouco de React?

Deves usar o Jetpack no teu site? A pergunta, e a resposta, é de Chris Lema.

Em mais uma jogada polémica, os autores do Disqus decidiram ativar, por omissão, a apresentação de anúncios. Quem não quiser ter os anúncios deste popular plugin de comentários nos seus sites terá de passar para um plano de subscrição. Custa 10 dólares por mês.

Deixar uma resposta