O WordPress desistiu do React.

O Melhor da Semana N.º 193: React e WordPress, JavaScript, Gutenberg, plugins

O WordPress desistiu do React. No desenvolvimento do Gutenberg e como biblioteca a integrar no core. A Automattic também irá reescrever o Calypso.

Tudo isto foi anunciado num artigo de Matt Mullenweg publicado na semana passada, numa reacção ao facto do Facebook ter optado por manter a licença para o software.

Como alternativas perfilam-se duas opções: Vue.js e Preact.js. Esta última usa a mesma API do React mas tem uma licença MIT. Ao que tudo indica, o Preact parece estar na dianteira.

Ahmad Awais recolheu o essencial dos prós e contras das duas principais opções: Preact e Vue.js.

Esta mudança vai levar a um atraso no desenvolvimento do Projecto Gutenberg e, por sua vez, na chegada do WordPress 5.0. Em todo o caso, considerando o impacto que o Gutenberg terá, está já decidido que haverá um plugin que irá repor o actual editor.

Falando do Gutenberg

Continua aceso, vivo e dinâmico o debate sobre o Gutenberg e o seu papel no futuro do WordPress.

Ora, Fred Meyer escreveu uma excelente análise pessoal ao Gutenberg e diz que é preciso e não vai sequer tão longe como deveria.

Já Greg Schoppe fala do Gutenberg que podia ter sido.

Tom Nowell aborda onde nos vai levar o Gutenberg.

Há quem defenda que é tempo de acabar com o “drama do Gutenberg“.

Justin Saiton advoga uma mudança de paradigma na análise do projecto.

Entretanto, esta é a documentação do projecto.

Mais próximo no tempo está o WordPress 4.9. Vai eliminar o SWFUpload.

Plugins

WordPress.org lançou a figura do representante de suporte de plugin. Os autores de plugins podem agora nomear representantes para a sua equipa de suporte, com capacidades limitadas. É uma medida que pode ser útil para plugins com um elevado número de utilizadores e que, por isso, têm uma área de suporte intensa.

O caso do plugin Display Widget levou a uma investigação do Wordfence que conduziu até ao alegado autor da inserção do malware no plugin.

A Delicious Brains lançou o serializededitor.com, um editor online gratuito para dados serialized.

Depois de Martin Luther King, também John James Jacoby teve um sonho: melhorar a performance do bbPress 2.6.

E ainda…

A Kinsta teve uma má experiência com o AMP da Google e decidiu desactiva-lo. Se estiveres a pensar em fazer o mesmo, eis como fazer.

Sabes quanto custa fazer um site WordPress? Depende.

Por cá…

A semana ficou marcada pelo facto do Português AO90 estar disponível para WordPress, incluindo a aplicação em temas e plugins, sem prejudicar todos os sites e utilizadores que preferem manter o Português pré-AO90.

Deixar uma resposta