Meetup do Porto ajudou a esclarecer a comunidade sobre o e-commerce

O e-commerce é hoje uma realidade para muitas empresas, de todas as dimensões, e pessoas que procuram lançar o seu pequeno negócio online, disponibilizando os seus produtos ao mundo sem terem de estabelecer uma loja física.

Por outro lado é cada vez mais procurado pelos consumidores, devido à variedade de escolha e, sobretudo, à facilidade. Mesmo quem ainda não faz compras online com regularidade não resiste a uma pesquisa inicial na Internet em busca de uma determinado artigo ou serviço.

O e-commerce foi o tema do meetup de ontem realizado em Matosinhos. Uma escolha feliz que permitiu abordar algumas opções de comércio electrónico usando WordPress, esclarecer algumas dúvidas e deixar ainda espaço para que este assunto volte a ser abordado, num futuro próximo, num outro evento similar.

Numa apresentação inicial de Pedro Fonseca, em cima da mesa estiveram as razões pelas quais o WordPress é uma boa solução para esta finalidade, incluindo a adaptação a muitas realidades, seja para uso por PMEs ou grandes empresas.

meetup-matosinhos-23012014

Foram abordadas algumas plataformas (plugins) para sites de e-commerce, com destaque para o WooCoomerce. Além da qualidade da própria aplicação, e do suporte disponível, pode ser enriquecida por muitos plugins gratuitos e comerciais e há mesmo alguns que estão apenas disponíveis no GitHub.

Outra possibilidade é o WPMU DEV, que foi pensado para instalações multisite, o WP E-Commerce e, destinado a conteúdos digitais, o Easy Digital Downloads.

Em análise estiveram igualmente ferramentas úteis para este tipo de sites, incluindo sistemas de pagamentos e de emissão de facturas.

O evento contou com a colaboração de um Técnico Oficial de Contas. Francisco Nuno Teixeira esclareceu algumas características legais relacionadas com a gestão e facturação deste tipo de comércio. Embora as suas características centrais sejam transversais a todos os tipos de negócios, há a assinalar aspectos importantes como o envio de produtos para outros países. Há ainda, claro, formas diferentes de facturar e gerir as lojas online entre empresas de dimensões diferentes.

A diferença da venda de produtos ou serviços, a localização e o destino dos produtos, entre outros aspectos foram alvo de uma animada troca de impressões, com algumas questões respondidas e outras que permitiram abrir uma discussão animada, atendendo às diversas imposições da nossa máquina fiscal em comparação com as de outros países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *