alojamento wordpress

O Melhor da Semana N.º 89: alojamento WordPress, o Google AdSense e a economia

Ah, a sempre eterna questão do alojamento WordPress… Dramatismos à parte, esta semana o TheSiteEdge publicou, através do seu director, Sam Anthony, um guia sobre o tema. É minucioso q.b., contém recursos para outros sites, vê-se que foi feito com empenho e dedicação e, ao contrário de outros guias do género, não tem links de afiliados. Os resultados não são surpreendentes, nem seria de esperar que fossem. Vale a pena consultar.

A ReviewSignal também lançou os resultados da sua mais recente avaliação de performance a alojamentos específicos para WordPress.

Na última semana, muitos gestores de websites que usam Google AdSense para gerar receitas através da publicidade receberam uma mensagem da ‘toda poderosa’. Alertava para a necessidade de cumprirem a directiva da União Europeia sobre a política de privacidade. A directiva está em vigor há já três anos e não mudou. A Google é que decidiu actualizar a sua estratégia. A ideia é garantir um bom relacionamento com as mesmas entidades que regulam coisas verdadeiramente importantes, como o calibre da fruta e o tamanho dos autocolantes que aparecem nas maçãs.

No WPism,

Na perspectiva do WordPress enquanto negócio, Mario Peshev volta a abordar o assunto da necessidade de gestão das expectativas e de educar, seja clientes, seja profissionais do sector:

If we keep underpricing our services and products, we will never be able to reach a profitable business model that allows us to build stable and reliable products and dedicate happy team members constantly working on improving a product or the business model while increasing the customer satisfaction levels.

Ainda no segmento da economia WordPress, Tom McFarlin escreveu sobre experiências no crescimento de um modelo de negócio.

Entretanto, Mark Rodseth, director de tecnologia da Huge, uma agência digital com presença em várias partes do mundo, pergunta se o WordPress está a ficar um competidor sério no mundo dos CMS usados por grandes empresas.

Claro que não podíamos fechar esta edição sem abordar a REST API. Josh Pollock propõe caminhos sobre como trabalhar com meta dados usando a WordPress REST API.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.