WordPress na cultura

O Melhor da Semana N.º 127: REST API, comunidade, segurança e WordPress na cultura

O que está feito, o que está em curso e o que falta fazer no processo da REST API é o desafio que Tom Ewer assumiu neste artigo para a Torque. Um texto que procura atingir todos os utilizadores do WordPress e não apenas aqueles que tratam a REST APi por tu.

No mesmo sítio, Josh Pollock arranca com um debate que não é novo mas parecia adormecido nos últimos anos: devem os dados do WordPress.org pertencer à comunidade.

Brandon Yanofsky olhou para o WordPress, para o AMP da Google e os Instant Articles do Facebook e diz que, juntos, estão a revolucionar a Internet.

Fez ontem uma semana que decorreu o dia global da tradução para WordPress. Durante a iniciativa foi registada a participação de 448 traduções, de 105 países, que traduziram 40.350 novas linhas através de 597 projectos, incluindo o WordPress e plugins.

No WordCamp de São Diego, EUA, Carl Alexander abordou a plataforma de servidores adequada e moderna para projectos WordPress. Um artigo imperdível. Por falar em WordCamp, o do Porto está a menos de duas semanas e é já o maior de sempre em Portugal. Com um painel de oradores de luxo e workshops para iniciados promete ser também o melhor.

Modificações nos sites afectados e a sua utilização para realizar spam são as principais utilizações que os hackers fazem nos websites afectados. É uma das conclusões de um inquérito que a Wordfence promoveu. Já agora, sabe o que é uma vulnerabilidade XSS?

Na componente da segurança, Mika Epstein abordou a questão da recompensa a quem encontra vulnerabilidades. Este é um assunto que envolve uma faceta de comunidade. Jason Knill diz que a comunidade WordPress terá algo a aprender com as cadeias de franchising.

WordPress na cultura

Na última semana foi lançado o novo site da Fundação Calouste Gulbenkian. Um projecto desenvolvido em WordPress e resultado de mais de um ano de intenso trabalho. No WordCamp Porto, teremos duas sessões sobre este projecto, uma na componente de design, por Hugo Fernandes, e outra na programação, por Zé Fontainhas. Nos últimos dias ficamos ainda a saber que o novo site do Guggenheim também foi feito em WordPress.

E ainda…

Ferramentas essenciais para desenvolvimento em WordPress.

Onde está o dinheiro no software open-source.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *