Mergebot fusão de bases de dados

O Melhor da Semana N.º 142: WordPress 4.6, o caso do 404 to 301, acessibilidade, fusão de base de dados e design

Esta foi a semana do lançamento do WordPress 4.6. Uma versão bem sucedida e com grande acolhimento da comunidade. Mas o mundo continua a girar e já está em curso a 4.6.1 para resolução de alguns bugs encontrados e o início do processo para a 4.7, que deverá aterrar a 6 de Dezembro.

Helen Hou-Sandi vai liderar a próxima versão e quer saber quais são as ideias que a comunidade tem.

O 4.6 foi ainda um sucesso de traduções, com mais de 50 versões locais a estarem a 100% no momento do lançamento.

O caso do plugin 404 to 301

A semana ficou ainda marcada por uma pequena polémica envolvendo o Wordfence e o plugin 404 to 301, que tem mais de 70 mil instalações. Um cliente do Wordfence comunicou que o seu site tinha sido dado como malicioso pelos motores de busca, por estar a distribuir links de spam. Os links apenas apareciam quando os sites eram visitados pelos robots dos motores de busca. Na investigação ficaram a saber que o problema era causado por links de terceiros integrados no plugin em causa.

O autor do plugin, Joel James, contou a sua versão da história. Admitiu erros, fez promessas e agradecimentos. O caso levou a Wordfence a ser alvo de algumas críticas pela forma como conduziu o processo e a empresa sentiu necessidade de explicar todo o processo.

Acessibilidade e fusões

Foi lançado há uns dias, chama-se wA11y e é um plugin que pretende ajudar à acessibilidade de sites WordPress.

Como criar hooks personalizados no WordPress é a proposta de Tom McFarlin.

A Delicious Brains criou o Mergebot, que pretende revolucionar a forma como se fundem bases de dados. Estão à procura de quem ajude nos testes da versão beta.

O Facebook voltou a fazer mexidas (algo que acontece todas as semanas) e, desta vez, alterou a contagem das partilhas. Ao mesmo tempo eliminou a versão 1.0 da sua API e com isso afectou inúmeros plugins e serviços de partilha.

Design

10 coisas que precisas de aprender na escola de design se estás farto de perder dinheiro é a proposta de Mike Monteiro.

John Maeda vai agora trabalhar para a Automattic.

O que aconteceu ao web design, pergunta Chris Flannagan.

E ainda…

John James Jacoby escreveu uma carta aberta à Automattic.

Eis como criar uma tabela de preços no WordPress de forma simples.

JavaScript, WordPress e SEO.

Snippets salvaram a vida de Corey Collins.

Jay Wood explica porque deixou de usar Vagrant.

A diferença entre classes e objectos em PHP.

Porque é que os domínios .blog são uma boa ideia para o WordPress?

Sites do mundo real que usam a REST API de formas inesperadas

Deixar uma resposta